matrícula:
senha:
 




14/08/2014 - 7 dicas para combater a enxaqueca
 

As causas da enxaqueca e cefaleia são muitas, mas não só os medicamentos podem contribuir para a melhora: a alimentação é uma forte aliada. Se você sofre com dores de cabeça, leia essas 7 dicas para ajudar a combatê-la:

1. Selênio contra os radicais livres: Este nutriente está presente nas ostras cruas, salmão, castanha do Pará e no farelo de trigo, e auxilia na retirada de metais tóxicos do organismo. Uma castanha já supre nossas necessidades diárias de selênio.

2. Ômega 3 é anti-inflamatório: A ingestão de alimentos como carboidratos refinados, embutidos e gorduras trans e saturadas ocasiona a produção de substâncias que dilatam os vasos sanguíneos, podendo resultar em dor de cabeça. Como o ômega 3 tem ação anti-inflamatória, consuma diariamente alimentos ricos nesta gordura saudável, como salmão, atum, sardinha fresca, arenque, cavala, chia e linhaça.

3. Magnésio para relaxar: A concentração deste mineral em nosso corpo afeta os receptores de serotonina, neurotransmissor que regula a disposição, bem estar e a percepção da dor. Alimentos fonte de magnésio são: amêndoas, castanha de caju, sementes de abóbora, feijão preto, alcachofra, espinafre, pistache e chocolate meio amargo.

4. Antioxidantes todos os dias: Têm o poder de eliminar o excesso de radicais livres e outras substâncias tóxicas, contribuindo para o equilíbrio metabólico e o melhor funcionamento da circulação. Coma diariamente frutas, verduras e legumes, especialmente folhas verdes, vegetais de coloração amarelada, oleaginosas, frutas vermelhas e gérmen de trigo.

5. Vitamina B12 para o sistema nervoso: Ela evita alterações de sensibilidade causadoras de enxaquecas, já que tem influência sobre os estímulos que mantêm o cérebro funcionando. Ostras cruas, mariscos, ovos, leite e atum devem ser consumidos para que seja garantida a presença desta vitamina no corpo.

6. Moderação na hora de comer carboidratos: Grande parte das calorias que ingerimos devem ser oriundas de carboidratos, mas é preciso prestar atenção na quantidade: nada de comer demais, nem de menos. Se quiser emagrecer e cortar os carboidratos, certamente sentirá dor de cabeça; se exagerar nos doces, pães e massas, o risco de enxaqueca também é grande, portanto, a palavra de ordem é moderação.

7. Coma de três em três horas: Alimentando-se várias vezes ao dia, de maneira leve e saudável, você garante a quantidade ideal de açúcar no sangue. Se ficar muito tempo sem comer, a glicemia (açúcar no sangue) irá baixar demais e o resultado será uma bela dor de cabeça.

Adaptado de: Revista Viva Saúde
http://revistavivasaude.uol.com.br/





 

Copyright, © 2017, Centro Escolar Aquarela. All rights reserved. Direitos autorais reservados. Reprodução proibida.
Projeto Web: Insenic Interactive do Brasil