matrícula:
senha:
 




17/10/2013 - Os 10 piores alimentos para crianças
 

Assim que a criança entra na fase de alimentação sólida, a atenção dos pais deve se voltar à qualidade da comida que ela irá ingerir. Refeições nutritivas e saborosas são prioridade no prato dos filhos, e o que não trouxer benefícios à saúde deverá ser descartado da dieta diária.

Em se tratando de alimentação e nutrição deve-se pensar em saúde e bem-estar e sempre agir de maneira preventiva. A preocupação não deve surgir apenas depois de problemas instalados.

Porém, com a correria do dia a dia, alimentos considerados ruins aparecem no cardápio caseiro quando a pressa fala mais alto do que a qualidade de vida. A facilidade do acesso a alimentos prontos para o consumo acaba levando a refeições mais gordurosas e açucaradas e ao consumo de refrigerantes e guloseimas, o que contribui para problemas relacionados à obesidade infantil.

Confira a lista dos 10 piores alimentos para crianças:

1. HAMBÚRGUER CONGELADO: Duas porções da carne vendida congelada levam ao organismo da criança o máximo de gordura trans permitida por dia para um adulto, que aumenta o colesterol ruim (LDL) e diminui o colesterol bom (HDL).

2. SALSICHA: Não tem valor nutricional e quase sempre é feita com carne processada. Além disso, pode possuir nitrito, uma substância altamente cancerígena.

3. EMPANADO DE FRANGO: Quase sempre é preparado com carne processada e não dá à criança as proteínas de que ela precisa e que bifes ou filés proporcionam. Outro problema dos empanados de frango é eles serem fritos: o consumo de óleo em excesso pode levar à obesidade e a problemas de pressão.

4. REFRIGERANTE: Contém alta concentração de açúcar e sódio, que podem levar à obesidade e a problemas cardíacos. Os sabores à base de cola, em sua maioria, trazem também ácido fosfórico, que reduz a absorção de cálcio pelo organismo, o que pode enfraquecer os ossos. Versões diet, light e zero de refrigerantes são especialmente prejudiciais para as crianças devido à presença de adoçantes como aspartame e ciclamato de sódio.

5. SALGADINHO: Fonte de calorias vazias e sem valor nutricional algum, deve ser proibido até os três anos de idade por causa do alto teor de sódio e gordura. A criança come salgadinhos e não se sente alimentada, engorda sem se nutrir, e acaba procurando outra refeição para saciar a fome.

6. MAIONESE: É fonte quase exclusiva de gordura. Leva muitas calorias vazias e baixíssimo valor nutricional ao corpo da criança.

7. CEREAL MATINAL: Com a concentração de açúcar elevada, quase todos os cereais de caixa mais engordam do que nutrem. Não são recomendados para a dieta diária da criança.

8. MACARRÃO INSTANTÂNEO: Juntando massa e tempero, cada embalagem contém alto teor de sódio e de conservantes e nenhuma vitamina.

9. BOLACHA RECHEADA: Não agrega valor nutricional significativo à alimentação da criança, além de carregar gordura saturada, trans e muito açúcar.

10. SUCO INDUSTRIALIZADO: Em pó ou líquido, tem mais açúcar e corantes do que suco das frutas que mostram nas embalagens. Ao contrário do que muitos pais pensam, os sucos industrializados não têm as vitaminas e os sais minerais de que as crianças precisam.

Utilize sempre ingredientes frescos e naturais para alimentar bem seu filho.

Adaptado de: http://delas.ig.com.br/filhos/2013-07-26/piores-alimentos-para-as-criancas.html
Imagem: corbis.com






 

Copyright, © 2017, Centro Escolar Aquarela. All rights reserved. Direitos autorais reservados. Reprodução proibida.
Projeto Web: Insenic Interactive do Brasil