matrícula:
senha:
 




20/06/2013 - Consumir bebidas açucaradas aumenta o risco de obesidade?
 

De acordo com um estudo publicado na revista The New England Journal of Medicine, sim, o consumo frequente de bebidas adoçadas com açúcares simples, como os refrigerantes, aumenta a predisposição genética para a obesidade.

O estudo foi realizado da seguinte maneira: 28.674 mulheres e 4.423 homens responderam questionários de frequência alimentar para a avaliação da ingestão de alimentos e bebidas. As bebidas adoçadas com açúcar analisadas foram: refrigerantes com ou sem cafeína, bebidas gaseificadas, sucos industrializados e outros. Os participantes foram divididos em quatro grupos, a partir da quantidade de bebidas adoçadas com açúcar que consumiam: a) menos de uma bebida por mês; b) uma a quatro bebidas por mês; c) duas ou três por semana; d) uma ou mais bebidas por dia. Além disso, aos indivíduos atribuíram-se pontuações entre 0 e 64, sendo que os valores mais elevados indicariam uma maior predisposição genética para a obesidade.

Os pesquisadores descobriram que os indivíduos com 10 pontos de predisposição genética para obesidade, mas que consumiam menos de uma bebida por mês, não apresentaram aumento de risco para obesidade. Entretanto, os indivíduos com 10 pontos de predisposição genética e com consumo de uma a quatro bebidas por mês apresentaram aumento no risco para obesidade em 12%, em 38% para o consumo de 2-3 bebidas por semana e em 78% para uma ou mais bebidas por dia.

Os autores verificaram que os indivíduos com essa mesma pontuação de predisposição genética, mas que tinham hábitos alimentares saudáveis, como consumo diário de frutas e hortaliças, apresentaram diminuição do risco para obesidade.

“Nossas descobertas reforçam a necessidade de intervenções que reduzam a ingestão de bebidas açucaradas como um meio de reduzir o risco de obesidade e doenças relacionadas”, destacam os autores.

“Em conclusão, nossos dados fornecem evidências consistentes de que o maior consumo de bebidas adoçadas com açúcar está associado com o aumento na predisposição genética para a obesidade entre mulheres e homens”, concluem.

E você, vai continuar bebendo seu refrigerante todos os dias ou vai reduzir o consumo? Repense seus hábitos e viva de maneira mais saudável. Consulte um nutricionista.

Fonte: http://www.nutritotal.com.br/notas_noticias/index.php?acao=bu&id=582

Imagem: corbis.com





 

Copyright, © 2017, Centro Escolar Aquarela. All rights reserved. Direitos autorais reservados. Reprodução proibida.
Projeto Web: Insenic Interactive do Brasil