matrícula:
senha:
 




02/04/2015 - Chocolate: Amigo ou Inimigo?
 

Você é fã de chocolate? Já se perguntou por que gostamos tanto deste doce? É por causa da mistura entre a gordura, açúcar, textura e aroma que ocasionam grande prazer quando consumimos o produto. Além disso, nosso organismo possui mecanismos de autodefesa, buscando em certos alimentos, como o querido doce em questão, a solução para determinadas deficiências nutricionais e desequilíbrios de neurotransmissores que regulam o humor. Um exemplo bem claro disto: o déficit de magnésio afeta a produção de dopamina, um dos neurotransmissores responsáveis pelo bom humor e satisfação, e 100g de chocolate contêm cerca de 100mg do mineral.

Pelo fato de as mulheres sofrerem uma maior oscilação hormonal, acabam tornando-se “vítimas” mais frequentes do chocolate, principalmente no período pré-menstrual.

Um estudo realizado pela American Dietetic Association demonstrou que o chocolate escuro/amargo, produzido através de cacau puro e sem adição de gorduras do leite, é rico em flavonóides, que são antioxidantes capazes de reduzir o risco de acometimento de doenças cardiovasculares. O cacau também possui um teor considerável de ácido oléico, a mesma gordura monoinsaturada encontrada no azeite de oliva.

Contudo, não exagere. Apesar de conter gorduras saudáveis, o chocolate é composto em grande parte por açúcar e gorduras, fazendo com que tenha uma alta densidade energética, ou seja, muitas calorias.

Outro fator importante é que todos estes efeitos benéficos não se aplicam aos chocolates branco e ao leite, que são repletos de gorduras saturadas, altamente prejudiciais à nossa saúde quando em grande quantidade.

Se consumido com moderação e sendo parte de uma alimentação leve e saudável, o chocolate amargo pode ser um grande aliado do humor e da saúde do coração.






 

Copyright, © 2017, Centro Escolar Aquarela. All rights reserved. Direitos autorais reservados. Reprodução proibida.
Projeto Web: Insenic Interactive do Brasil